Jedis, Stormtroopers e o Establishment


 

Por Maria Fernanda, exclusivo ao 30 Diários,

“Por mais de mil gerações, os Cavaleiros Jedi foram os guardiões da paz e da justiça na Velha República. Antes dos tempos sombrios. Antes do Império.” — Obi-WanKenobi

Ser um Jedi parece maravilhoso não é mesmo? De acordo com o senso comum, eles são ilustrados como a personificação da serenidade e da paz. Lindo! Só que não! Os Jedis são protetores da República Galáctica, isso mesmo, no mundo fictício de Star Wars os Jedis formam uma ordem de indivíduos que trabalham em conjunto com a Força– um tipo de energia gerada por todas as coisas vivas, e que mantém a galáxia unida – para afastar o seu “lado negro”, os Siths.

De acordo com a saga, inicialmente os Jedis formavam uma Ordem ascética, porém com o passar do tempo, a Ordem assume um papel mais ativo no que diz respeito aos assuntos da galáxia. Para ser um Jedi são necessários uma mente perspicaz e muito comprometimento; sua vida é sacrificante, simples, e de acordo com o Código Jedi materialismo e emoção são proibidos.

Agora, analisem melhor e notem que uma associação inicialmente autônoma, independente e contemplativa, se rende às solicitações da República, em função, vejam só, do ego. O status imputado a eles de Guardiões da Galáxia, bem como a necessidade de manter a Força em equilíbrio, os tornaram os donos da verdade absoluta e os verdadeiros iluminados. Mas tudo isso servindo como símbolos da República?! Estranho, não?Em contrapartida, o sentimento de raiva, o medo e a agressividade fizeram com que diversos Jedis fossem corrompidos (Siths), e se colocassem a serviço do Imperador na “Era da Rebelião”.

No final das contas um Jedi será sempre um Sith em potencial, ou um Sith será um Jedi em potencial, porque tudo dependerá de qual lado da Força seus sentimentos te colocam naquele momento. Reparem, Jedi ou Sith estarão sempre servindo a um establishment, seja a República, o Império ou a própria Força. Um Jedi sempre está em conflito para garantir o equilíbrio e precisa muitas vezes lutar contra sua própria índole. Ele não é livre para sentir, é um escravo da sua própria Ordem.

Establishment em Star Wars

Establishment em Star Wars

 

E o que a Aliança Rebelde e os Stormtroopers tem com essa história toda? Esses aí tem mais em comum do que possam imaginar, enquanto a Aliança Rebelde é um pequeno e heroico grupo de soldados e políticos que se uniram para derrubar o Império,os Stormtroopers são um grupo de soldados que defendem o Império. Percebam a semelhança: soldados. Mais uma vez vemos dois grupos, guerreando pela defesa de um establishment (República ou Império).

A conclusão é uma só: não importa o lado da Força, não importa o exército, enquanto o indivíduo estiver inserido em um grupo defensor de centralização, seja em que direção for, a última coisa que está fazendo é defender a liberdade e os direitos individuais.

Não seja um Jedi, não seja um Sith, não seja um Stormtrooper, não seja um Rebelde. Seja apenas livre.

*

Maria Fernanda Gomes é CEO da Network True Way, produtora de conteúdo audiovisual liberal-conservador.

 

3 comentários sobre “Jedis, Stormtroopers e o Establishment

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s