Marcelo Costa exalta nova fase do Partido NOVO em Minas Gerais


Diretorio Partido NOVO - Minas Gerais

Equipe do Partido NOVO na Sede do Diretório de Minas Gerais

 

O administrador Marcelo Costa, Presidente do Diretório Mineiro, fala ao 30 Diários sobre a trajetória do Partido NOVO no segundo maior e mais heterogêneo colégio eleitoral do país. Da ideia quixotesca para a implantação da primeira sede fixa estadual, passando pelas ambições do diretório para as eleições belo-horizontinas de 2016 e o processo de expansão para o interior do Estado.

 30 Diários: Minas Gerais possui um dos nove Diretórios Estaduais originais do Partido NOVO. Conte-nos um pouco da história e dos personagens responsáveis pela existência do diretório mineiro e como funciona a sua estrutura hoje. 

Marcelo Costa: Um grupo do IFL, Instituto de Formação de Lideres de Belo Horizonte, com forte viés liberal, descobriu o projeto do João Amoedo bem no princípio e o convidou para apresentá-lo em Belo Horizonte.

Feita a apresentação a grande maioria o avaliou como quixotesco e que não daria certo, mas um grupo desses jovens acreditou na ideia e decidiu contribuir.”

Juliano Torres, o primeiro presidente, liderou o processo de coleta de fichas em Minas Gerais e contou com o suporte de membros de instituições como IFL, EPL e CDL-Jovem, que tinham grandes afinidades com as ideias do NOVO.

Depois de um período de pouca atividade após o término da coleta de fichas, Marcelo Costa assumiu a liderança pouco tempo depois de participar da primeira reunião nacional do NOVO, em 2014. Desde então o NOVO em MG tomou fôlego novamente e retomou o processo de rápido crescimento. Em 2015 foram 24 eventos realizados, com ótimo desempenho em relação às métricas estabelecidas para cada núcleo/diretório.

30 Diários: O Estado de Minas Gerais é considerado um espelho do Brasil, por causa de sua imensa diversidade regional. Segundo a tradição, o candidato que vence no Estado, sobe a rampa do Planalto. E a maioria votou em Dilma Rousseff nas eleições de 2014. Como está sendo a receptividade do povo mineiro às idéias do NOVO? 

Marcelo Costa: A receptividade dos mineiros ao NOVO tem sido excelente.

Tradicionalmente muito desconfiado, o mineiro primeiramente quer conhecer as pessoas envolvidas e conversar com alguém antes de se filiar.”

É parte do processo, mas quando as pessoas compram as ideias, compram pra valer e trazem grande suporte. Estamos impressionados com a receptividade das pessoas da capital e do interior às propostas e ideias do NOVO, o que nos faz cada vez mais confiantes de estarmos no caminho certo e de que teremos sucesso.

30 Diários: O mês de setembro de 2015 foi o primeiro, em toda a história do partido, em que as contas fecharam no azul. Isto, graças a receita obtida com a mensalidade dos primeiros filiados. O Diretório Estadual mineiro foi o primeiro a driblar o empecilho financeiro e conseguir abrir a sua sede fixa. Como se deu este processo? 

 Marcelo Costa: O local e a estrutura da sede do NOVO em MG foram obtidos através de doações. Com responsabilidade financeira, vamos aos poucos melhorando a estrutura que ainda é básica, mas muito útil para a realização de reuniões de grupos de trabalho, treinamentos e mesmo apresentações para até 50 pessoas.

Equipe do Diretório Mineiro com João Amoedo, Presidente do Partido NOVO

Equipe com João Amoedo, Presidente do Partido NOVO e Marcelo Costa, Presidente do Diretório-MG, na inauguração da sede do Diretório, em dezembro de 2015

30 Diários: Inaugurando esta nova fase do partido em Minas Gerais, quais são os planos para o uso da sede do Diretório mineiro? Será apenas administrativa ou tem a intenção de utilizar o espaço para treinamentos, palestras e reuniões?

Marcelo Costa: Temos bastante espaço e vamos utilizando na medida em que a demanda vai crescendo. São 6 salas que estão distribuídas da seguinte maneira: reunião/treinamento/palestras, administração estadual, administração municipal, recepção de voluntários, comitê de eleições, estoque de material.

30 Diários: Na última semana, o partido NOVO foi obrigado a divulgar uma nota afirmando que não possuía nenhum pré-candidato oficial e que todos os anúncios de pré-candidaturas eram de responsabilidade pessoal. Qual a expectativa do Diretório para as eleições municipais de 2016? Quantas cidades o Diretório estima que contarão com um candidato do NOVO? 

Marcelo Costa: Em 2016 somente pretendemos lançar candidatos em Belo Horizonte. Apesar da grande demanda do interior, temos recursos humanos e financeiros para fazer campanha apenas na capital. Embora com pequena estrutura,

temos grandes ambições para as eleições locais e estamos trabalhando bastante para identificar candidatos éticos e competentes para bem representar o NOVO nas eleições municipais de Belo Horizonte.”

30 Diários: Ainda sobre o pleito de 2016, como o Diretório Estadual fará o processo de filtragem dos futuros pré-candidatos? O Diretório possui estrutura para verificar os documentos, atestados, histórico e ainda entrevistar todos os candidatos dos municípios onde não existe estrutura local do partido? 

Marcelo Costa: Sim, faremos a filtragem para a escolha de futuros pré-candidatos de acordo com processo de seleção já definido e obviamente seguindo as regras do Estatuto.

30 Diários: Falando sobre Belo Horizonte, conte-nos sobre a atividade dos voluntários. Quais são as pessoas responsáveis por divulgar o NOVO na capital mineira, onde acontecem as ações e quais são os planos para o futuro. 

Marcelo Costa: Estamos estruturados nos seguintes cinco grupos: Eventos, Comunicação, Captação de Recursos, Administrativo e Eleições. Temos pessoas com uma grande variedade de idades, profissões e perfis o que torna o grupo muito rico.

Equipe do Diretório-MG do Partido NOVO na última reunião de 2015.

Equipe responsável pelo sucesso do NOVO em Minas Gerais, na última reunião de trabalho em 2015.

Buscamos realizar eventos em várias regiões da cidade para atingir mais pessoas e continuar atraindo mais diversidade e representatividade para o nosso grupo. Para o futuro vamos continuar realizando 3 eventos por mês em diferentes regiões e ampliar a estrutura de células que, nos testes-piloto, têm dado certo.

30 Diários: Como é a atividade dos voluntários no interior do Estado? Quais são as atividades que mais se destacaram em 2015 e o que podemos esperar para 2016?

Marcelo Costa: No interior as atividades são principalmente de divulgação das ideias e busca de filiados. Temos um grupo de acolhimento que ajuda a orientar os interessados do interior, mas nossa prioridade e foco no momento é o crescimento do NOVO em BH.

As cidades que se destacam em participação são Uberlândia, Juiz de Fora, Nova Lima, Sete Lagoas, Betim, Barbacena e Itajubá”.

Em 2016 faremos expandir a quantidade de núcleos no interior do Estado.

30 Diários: Na primeira listagem de filiados, divulgada pelo TSE em 14 de outubro, tivemos boa aderência de filiados em grandes cidades do interior, como Uberlândia, Juiz de Fora e Governador Valadares. Existe a previsão da abertura de Diretórios Municipais nestas cidades? Quem são os líderes locais e como entrar em contato com eles? 

Marcelo Costa: Estamos em processo de seleção de líderes para algumas cidades do interior do estado. Em 2016 a expectativa é formalizar mais núcleos no interior.

30 Diários: Sairá da pequena Taiobeiras (MG) o primeiro prefeito brasileiro do Partido NOVO? O pequeno município na região semi-árida do Estado, quase na fronteira com a Bahia e pouco mais de 30 mil habitantes é uma ilha anti-petista (Aécio: 62%) em uma região que deu mais de 70% dos votos à Dilma em 2014. 

Marcelo Costa: Nossa estratégia é focar nas grande cidades para as eleições de 2016. Quem sabe em 2020 possamos ter a satisfação de ver o NOVO elegendo o Prefeito de Taiobeiras?

Anúncios

5 comentários sobre “Marcelo Costa exalta nova fase do Partido NOVO em Minas Gerais

  1. Pingback: Partido NOVO abre processo seletivo para escolha de pré-candidatos | 30 Diários

  2. Interessante.

    Dizem que estão em processo de seleção de líderes no interior do estado para formação de novos núcleos, porém, moro em Uberlândia, sou filiado desde outubro de 2015 (bom, apesar de eu não constar como filiado no sistema do TSE o meu dinheiro eles estão recebendo…) e não recebi até agora nenhuma comunicação para reuniões ou algo do tipo com objetivo de discutir a criação de um núcleo em Uberlândia.

    Cada vez mais minhas suspeitas tendem se confirmar: neste partido joga-se o jogo das cartas marcadas…

    Eu não sei como funciona o processo de registro de uma candidatura, mas suspeito que o Partido omitiu deliberadamente do TSE as informações de centenas, senão milhares de filiados, para impedir que algum deles apresentasse candidatura este ano sem o consentimento do partido. Se o cara não consta como filiado no sistema do TSE não pode se candidatar, não é mesmo?

    Caso realmente seja isso o que aconteceu eu até entendo a preocupação do Partido em controlar as candidaturas para impedir que aloprados queimem o filme do Partido, mas essa estratégia, se de fato foi utilizada, é inadmissível! E acredito que seja inclusive ilegal.

    Aliás, vocês do 30 Diários descobriram mais detalhes sobre esta questão das filiações que não constam na lista do TSE?

    Curtir

  3. Prezoado do PN sou do Amazonas Itacoatiara a semanas procuro me afiliar ao PN mais não tenho resposta alguém pode me ajudar eu gostei desse partido e não gostaria de me afiliar em outra partido se alguém poder me ajudar sei que muito posso contribuir para o crescimento do partido no Amazona.

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s