De Hayek a Bitcoin: a luta pela desestatização do dinheiro e o empoderamento do indivíduo


Brazilian real coins are seen in this picture illustration taken in Rio de Janeiro

A luta pela desestatização do dinheiro e o empoderamento do indivíduo

Por Javier Mardones,

Em 1978, o economista liberal Hayek propôs algo inusitado: a desestatização do dinheiro. A teoria, descrita em seu livro “A desestatização do dinheiro”, assustou até mesmo os economistas mais liberais. Segundo Hayek, o direito de emitir de dinheiro, que é prerrogativa do Estado, deveria ser estendido às empresas,criando,portanto, concorrência em um mercado monopolizado pelo governo e permitindo que as pessoas escolhessem suas próprias moedas.

A teoria de Hayek foi recebida com grande desconfiança, pois quando o assunto é emissão de moeda, até os mais liberais são conservadores. Argumentaram, por exemplo, que nem tudo deveria ser privatizado e que determinadas atividades , como coletas de impostos e emissão de papel-moeda, deveriam ser atividade exclusivas do Estado e não de empresas.

A idéia de Hayek não foi implementada e ainda hoje os Bancos Centrais determinam a política monetária de seus países, controlando a quantidade de moeda em circulação, de crédito e das taxas de juros, ou seja, o monopólio continua.

É consenso que a pior crise desde 1929, a de 2008, foi causada devido aos empréstimos subprimes (de alto risco) para os chamados NINJAS( pessoas sem renda, sem trabalho e sem ativos) para financiamento de imóveis. Esses empréstimos foram transformado em derivativos e negociados pelos bancos de investimentos, que os vendiam à um preço alto, já que possuíam o aval das agências de risco, que classificaram os empréstimos com o melhor rating do mercado de crédito: AAA+. Quando os empréstimos deixaram de ser pagos, o sistema entrou em colapso e os bancos começaram a quebrar. Para evitar uma situação pior, o governo Americano anunciou um pacote de resgate dos bancos para evitar um colapso do sistema financeiro e, desde 2008, o Fed (Banco Central Americano) vem adotando uma política de estímulo econômico conhecida como Quantitative Easing, que injeta dinheiro no mercado e mantêm os juros perto de zero, incentivando as empresas a tomarem riscos, investir e, com isso, estimular o crescimento econômico. No entanto, após 8 anos colocando dinheiro no mercado, o resultado não foi tão bom quanto o esperado, o que tem feito o Fed hesitar em aumentar a taxa de juros. Inclusive há um temor de que uma nova bolha esteja por vir, já que empréstimos fartos e com taxas de juros perto de zero inflaram o preço e aumentaram o endividamento de muitas empresas, o que pode se tornar um problema quando essas taxas de juros subirem.

A situação econômica mundial atual, que varia desde juros negativos, deflação e impressão de dinheiro contínua, nos revela que talvez o Estado não devesse, como afirmou Hayek, ter o monopólio do dinheiro, afinal os Bancos Centrais possuem grande responsabilidade em qualquer crise e costumam criar novas tentando consertar antigas. Mas, afinal, qual seria uma alternativa?

30 anos após Hayek propor a descentralização do dinheiro, um hacker, conhecido como Satoshi Nakamoto, anunciou a criação de uma moeda virtual descentralizada chamada Bitcoin, que, entre várias características, destaca-se a falta de necessidade de um banco ou qualquer instituição financeira para movimentá-la, funcionando através de um sistema peer-to-peer.

Desde que começou a ser negociada, em Julho de 2010, seu valor subiu em média 900% por ano e startups associadas à moeda receberam investimentos de empreendedores como Reid Hoffman, Marc Andreessen e Peter Thiel.

Seguindo a Bitcoin, outras moedas digitais, como Litecoin e Dogecoin, foram criadas e o valor total investido em startups de moedas digitais já ultrapassa a marca de 1 bilhão de dólares.

Um dos maiores benefícios das tecnologias é a possibilidade de descentralização de serviços e o empoderamento do indíviduo. Com a Bitcoin é possível enviar dinheiro para qualquer país pagando-se uma taxa mínima, alguns centavos, sem depender de nenhum banco para isso. No entanto, apesar da criação das moedas digitais se aproximar da proposta de Hayek, são as App Coins que colocam sua teoria em prova.

O conceito de App Coin é ao mesmo tempo novo e velho. Novo porque nunca tinha sido testado antes e velho porque é uma versão do que Hayek propôs há três décadas

Quando uma startup capta dinheiro, os investidores passam a ter uma participação baseada na quantidade de capital investido. Mas e se a participação fosse transformada em uma moeda? Essa modalidade inusitada de financiamento começou a ser utilizada há alguns meses com sucesso por algumas startups.

O fórum Steem levantou dinheiro emitindo sua própria moeda e recompensa usuários que contribuírem com a plataforma através de postagens com mais moedas. Na Augur, um mercado de previsões, usuários apostam em eventos comprando moedas da própria plataforma e, caso acertem, são pagos com dinheiro de verdade. Até mesmo a Bitcoin se enquadra nesse modelo, já que usuários são recompensados com moedas ao disponibilizarem seus computadores para validação de transações ou minerações de novas Bitcoins.

Assim como ocorreu há 30 anos, a ideia da descentralização e desestatização do dinheiro ainda enfrenta resistência e desconfiança. É fato que algumas startups vão falhar e outras vão ter sucesso, que problemas de segurança serão expostos e que os governos tentarão, como sempre, dificultar ou tornar caro o uso dessas tecnologias.

No entanto, o avanço da tecnologia não poderia ser diferente: na Revolução Industrial fábricas foram destruídas por medo de desemprego, a indústria da musica era contra a venda online de músicas, as editoras contra os ebooks e ainda hoje vemos casos de taxistas agredindo motoristas do Uber. A luta sempre foi e sempre será por mais liberdade e poder para o indivíduo, afinal como Lord Acton, historiador britânico, certa vez disse: “Liberdade consiste na divisão do poder. Absolutismo, na concentração do poder.”

A luta continua.

fonte: administradores.com.br

Um comentário sobre “De Hayek a Bitcoin: a luta pela desestatização do dinheiro e o empoderamento do indivíduo

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s