Partido Novo, de viés liberal, será apresentado em Maceió


Maceio Mar Hotel

Maceió Mar Hotel – Ponta verde, Maceió (AL)

Por Lula Vilar,

O partido Novo – que já está oficialmente registrado com o número 30 – já forma o seu núcleo em território alagoano. Se vai estar presente, como opção, nas eleições de 2016, ainda é uma incógnita, pois trabalha em um processo de formação.

Mas, será apresentado oficialmente como uma alternativa ao espírito do intervencionismo estatal que domina a maioria dos partidos brasileiros, no próximo dia 16 de dezembro de 2015.

Já há um núcleo em Alagoas – liderado pelo empreendedor Tibério Rocha Júnior – que pode vir a ser o futuro diretório estadual. É a tendência. O Novo não assume o rótulo de direita, mas muitas das bandeiras se aproximam do liberalismo.

Isto faz com que seja uma alternativa aos “tons de vermelho” que dominam a política brasileira, já que a maioria dos partidos possuem matizes nas ideias de esquerda.

Entre as bandeiras do Novo estão a defesa das garantias das liberdades individuais, indivíduo como único gerador de riquezas (incentivo ao empreendedorismo), livre mercado, igualdade perante a lei, o indivíduo como agente de mudanças, além de projetos a longo prazo em relação à concepção e papel do Estado.

Há discussões que o Novo traz que – ao meu ver – são essenciais ao Brasil neste momento. Por este motivo, a simples presença da legenda no processo eleitoral deve ser ferramenta importante para uma discussão que o país precisa: o real papel do Estado e maior liberdade econômica.

Não por acaso, que o partido não teme em falar em privatização, na revisão do papel do Estado reduzindo o escopo de sua atuação e a carga tributária. Um outro ponto que julgo uma discussão importante é a busca pela simplificação das complexas legislações brasileiras e regulamentações,desonerando o pagador de impostos, estimulando a economia e combatendo a corrupção.

Se o Novo prometerá o que cumpre, aí é a história quem vai dizer ao longo do processo político. Todavia, sendo bem franco com o meu leitor, não vejo o Novo como “mais uma agremiação”. Vejo como uma legenda que – mesmo para quem não vote nela – vai forçar uma discussão que oxigena o processo político, uma vez que traz para o palco do debate questões até então ignoradas pelos partidos já existentes por estes só diferirem no “grau” de intervencionismo do Estado.

A apresentação do Novo em Maceió contará com os membros do Diretório Nacional. Será no Maceió Mar Hotel, às 19 horas.

Fonte: Blog do Vilar

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s