O velho pragmatismo político ainda não entendeu o Partido Novo


Charge - Troca de partido, por Nill Júnior

Charge – Partidos Temporários, por Nill Júnior

A velha guarda da política brasileira, acostumada às já enraizadas práticas de troca de favores, conchavos e coronelismo, ainda não entendeu o propósito, tão pouco o cerne da existência do NOVO.

São inúmeras as notícias que vem de todo o Brasil, dando conta de deputados, estaduais e federais, que se filiaram, pretendem se filiar ou até, pasmem, se autoproclamam dono do partido em sua região! Evidencia lógica da falta de conhecimento mínimo do seu Estatuto, quiçá de seus princípios.

As “pérolas” abaixo foram especialmente selecionadas para mostrar ao leitor o tamanho do DESAFIO que será manter a integridade do projeto. O respeito e observância dos VALORES que propõe e, principalmente, a importância de ostentar com orgulho os DIFERENCIAIS do NOVO.

Gostaria de fazer um agradecimento especial a Marie Simone Sandy e Roberto Motta, por auxiliarem com boas sugestões.

Pérolas ~~~

Jornal AMAZONAS ATUAL – Antecipou no início da semana: o deputado estadual Dermílson Chagas se filiou ao Partido Novo, que teve registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na semana passada, e nos próximos dias será oficializado como presidente regional da legenda.

À reportagem, o deputado afirmou que o partido está correndo contra o tempo para filiar partidários de forma a estar habilitado a disputar as eleições municipais do próximo ano. Estamos construindo o partido e hoje nosso principal inimigo é o tempo. Estamos conversando com os municípios para criar os diretórios municipais, mas em alguns municípios, como Coari, está bem difícil, disse Dermílson. O prazo legal para filiação partidária para quem deseja disputar as eleições do próximo ano termina no dia 2 de outubro, dentro de oito dias.

Ao ser questionado sobre uma pré-candidatura a prefeito de Manaus nas eleições de 2016, Dermílson Chagas afirmou que nesse momento o grupo quer viabilizar a legenda para que possa disputar o pleito e, somente depois é que vão falar de nomes e alianças.Todo político é um soldado. Primeiro vamos viabilizar o partido e depois pensar em 2016, frisou o parlamentar.

Além de Dermílson, outro deputado também está prestes a se filiar na legenda: Francisco Souza. Ele, que faz parte do PSC, já anunciou a seu partido que deve sair a qualquer momento para outra legenda. Conforme sua assessoria de imprensa, Francisco Souza está conversando com o Partido Novo sobre sua filiação.

Por meio de sua assessoria, o deputado explicou que já não se sente mais à vontade no PSC, partido que é controlado pelo deputado federal Silas Câmara (PSD), desde que ambos os parlamentares divergiram de alguns posicionamentos no ano passado, o que gerou um distanciamento entre eles.

Dermílson Chagas afirmou que após o passar o prazo da filiação partidária para quem vai disputar o pleito deverá realizar um ato simbólico de criação do partido para que seja oficializado os membros dos diretórios municipal e estadual. O Partido Novo é o 33º partido brasileiro registrado junto ao TSE.

fonte: http://amazonasatual.com.br/deputado-dermilson-chagas-vai-presidir-partido-novo-no-am/

Filiação abortada
Depois de dizer ao AMAZONAS ATUAL que estava filiado ao Partido Novo e que assumiria o comando da legenda no Estado, o deputado Dermilson Chagas recuou e mantém-se filiado ao PDT. Na verdade não houve filiação ao novo partido. Depois de alardear que comandaria a legenda, o parlamentar foi contestado por um grupo que organiza o partido no Estado. Agora, Dermilson alega que a mudança na legislação eleitoral o fez segurar a decisão.

Dois donos
A coluna apurou que um grupo que organizava o PN em Manaus convidou o deputado e lhe ofereceu o comando da sigla, mas um segundo grupo, quando soube, tratou de desmentir e a se posicionar contra o parlamentar. Dermilson chegou a dizer que o partido já nasce partido.

Fonte: http://amazonasatual.com.br/reeleicao-comeca-a-gerar-atrito-na-base-de-arthur/

Goiás 247
Sem papas na língua e sustentado pelo título de campeão de votos na eleição para deputado federal, em 2014, Delegado Waldir mantém seu projeto de ser candidato a prefeito de Goiânia. O parlamentar reconhece que seu nome tem restrições dentro do PSDB e está preparado para tocar o projeto em outra legenda.

Em entrevista ao site Folha Z, Waldir Soares revelou que sua nova casa deve ser o Partido Novo. “O PSDB não gosta de mim, mas é igual o Zagalo já disse: eles me engolem”.

O deputado garante que seus eleitores querem vê-lo à frente do Paço Municipal, seja em que partido for. “As pesquisas me dão 180 mil eleitores em Goiânia, justamente o número de votos que obtive em 2014. Meus eleitores querem que eu seja prefeito dessa cidade”.

O PSDB hoje vive uma intensa discussão sobre quem será o candidato. Além de Waldir, os deputados federais Giuseppe Vecci e Fábio Sousa e o presidente da Agetop, Jayme Rincón, também estão no páreo.

Delegado Waldir disse na entrevista que não tem receio de ficar isolado ao sair do PSDB e nem se preocupa com tempo de televisão e estrutura de partidária. Ao ser questionado sobre o nome que seria o preferido do governador, Waldir ironizou: “Quem é Jayme Rincón?”.

Fonte: http://www.brasil247.com/pt/247/goias247/204233/Waldir-PSDB-n%C3%A3o-gosta-de-mim-eles-me-engolem.htm

Olho no recorde
Com nove mandatos consecutivos, um feito só igualável a Orlando Spínola, o deputado estadual Reinaldo Braga está sendo aconselhado pelos amigos a se filiar ao Partido Novo. É que o NOVO proíbe a reeleição dos seus filiados. Reinaldo acha a ideia boa, já que está chegando a hora de se aposentar. Mas ressalva: – Pode até ser. Isso não me impediria de tentar o 10º mandato.

Fonte: http://atarde.uol.com.br/coluna/levivasconcelos/1717281-otto-ve-ma-vontade-de-ministra-no-velho-chico-premium

Zé Aldemir anuncia desfiliação do PEN e pode ir para o Partido Novo ou a Rede.
O deputado estadual, Zé Aldemir, garantiu nesta quarta-feira (23) que vai sair do PEN e deve se filiar a uma sigla partidária recém registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O deputado apontou que se sentiu temeroso pelo fato de a legislação eleitoral só permitir a desfiliação para um novo partido. Mesmo com a expectativa da sanção da presidenta Dilma Rousseff com relação a reforma política, permitindo uma brecha de 30 dias para migrar de um partido para o outro, o deputado informou que para assegurar a manutenção do seu mandato.

As opções do deputado são o Partido Novo (Novo) e a Rede da ex-candidata a presidente, Marina Silva. Ele destacou que o deputado federal, Rômulo Gouveia, o convidou para o PSD, mas que por segurança ele recusou. “Vou me desfiliar definitivamente do PEN e vou para uma sigla partidária que seja recém registrada no TSE”, disse.

http://www.paraiba.com.br/2015/09/23/14709-ze-aldemir-anuncia-desfiliacao-do-pen-e-pode-ir-para-o-partido-novo-ou-a-rede

 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s